Pesquisa revela que o melhor da escola é o professor

 

Uma pesquisa realizada pelo Porvir, em parceria com a Rede de Conhecimento Social e a Inketa, revela que os estudantes acreditam que o melhor da escola são os professores. Entre os itens avaliados que compõem o ambiente escolar, os professores são os melhores avaliados, enquanto o uso da tecnologia em sala de aula é o pior.

Realizada a partir de dados coletados nos anos de 2017 e 2018, a segunda fase da pesquisa foi respondida por 19.884 adolescentes e jovens de 11 a 21 anos. A consulta é uma atualização, com algumas alterações, da primeira edição, que teve a participação de 132 mil estudantes em 2016. Criada a partir da metodologia PerguntAção, desenvolvida pela Rede Conhecimento Social, que envolve o público pesquisado em todas as etapas do processo, ela foi disponibilizada por meio da plataforma de escuta online e gratuita Nossa Escola em (Re)Construção.

Na plataforma, os participantes foram convidados a dizer como é a sua escola atual ou a última em que estudaram e como eles gostariam que ela fosse. Ao avaliar 11 aspectos da instituição de ensino, em uma escala de 1 (Tá tenso) a 5 (Tá tranquilo, tá favorável), as maiores notas foram para o professores (3.9), seguidos pelas aulas e matérias (3.8). Entre os últimos itens, aparece o uso de tecnologia (2.7) e as atividades extraclasse (2.9).

“Os educadores precisam conhecer os sonhos e demandas de seus estudantes para que possam construir junto com eles uma escola que tenha a cara deles e possa prepará-los para seus desafios”, diz Tatiana Klix, gestora de mobilização do Porvir.

Apesar dos resultados apresentarem percepções dos jovens sobre diferentes aspectos da escola, a consulta não apresenta um rigor científico na seleção dos respondentes por região, faixa etária, sexo, cor, escolaridade e rede de ensino. “Deve-se tomar cuidado com a comparação porque a pesquisa não trabalha com amostra representativa, nem na primeira nem na segunda edição. Assim não é possível dizer que os números de 2017 e 2018 representam uma evolução em relação aos obtidos na primeira sondagem”, pondera Marisa Villi, cofundadora e diretora executiva da Rede Conhecimento Social.

 

Acompanhe a matéria do Porvir na íntegra aqui.

Imagem

 

Deixe uma resposta

O seu e-mail não será publicado.

*


© 2019 Pauta Online Blog

Topo ↑